Turista brasileiro terá de pagar para entrar na União Europeia

A partir de 2020 irá surgir uma nova burocracia europeia, direcionada a turistas não-europeus tentando entrar no continente. Um novo sistema de controle de entrada obrigará a uma inscrição via internet anterior à viagem, que terá um custo de 7 euros (cerca de R$30 ao câmbio atual). A notícia foi divulgada pela Agência Brasil no final deste mês de maio.

Segundo declarações do próprio presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, a medida fará parte do sistema Etias – European Travel Information and Authorisation System (Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem), que permitirá, através da coleta de dados e do cruzamento de informação, detetar rapidamente se uma determinada pessoa pode constituir uma ameaça e se deve ou não ser autorizada a entrar na União Europeia.

Mais segurança ou mais burocracia?

As opiniões sobre esta medida, que vai implicar o cidadão brasileiro viajando para a Europa, vão divergir. Para alguns, trata-se de uma medida de reação face aos atos terroristas que vêm assolando o continente nos últimos anos. Para outros, mais parece um avanço do “Big Brother”, uma vez que as autoridades europeias irão pedir um conjunto bastante sério de dados a todos os brasileiros querendo entrar no país – mesmo se não há memória de ter um brasileiro envolvido em atos terroristas por lá.

A alternativa é visitar o Brasil…

A Europa continua sendo um continente fascinante, seja pelo futebol, por sua História ou por sua cultura. Mas o certo é que o turista brasileiro não deve descurar seu próprio país. Será que paulistanos conhecem o Rio além de Copacabana e do Corcovado? E os cariocas já experimentaram a incrível movida cultural paulistana? E quantos brasileiros conhecem os recantos do Ceará e de Mato Grosso, ou o Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul? Vale não esquecer nosso país na hora de escolher um destino para viajar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *